>|

FESTIVAL

DAS MARIAS

>|

FESTIVAL

INTERNACIONAL

DE ARTES NO FEMININO

A curadoria musical na cooperação cultural internacional
por adriana belic

em termos simples, cooperar é compartilhar a busca de um propósito entre dois ou mais atores, é estabelecer relações, trocas e ações na busca de benefícios em comum. as culturas, embora distintas pela sua diversidade, por códigos, por modos diferentes de distribuição e comunicação, por sistemas e processos próprios de grupos, comunidades e sociedades, comportam relações de colaboração ou de dominação com possibilidades de confrontos, mas igualmente de diálogos e colaboração.

o Festival das Marias – Festival Internacional de Artes no Feminino, para além do propósito de palco para o protagonismo criativo feminino em variadas expressões, apresenta-se como exemplo de excelência de cooperação cultural internacional, sua premissa é o reconhecer, abrindo-se como um espaço de aceitação e promoção da diversidade cultural, um espaço onde ocorre o contato, a troca, as atividades e os projetos que se originam de iniciativas ou ações, individuais ou coletivas, provindas de fluxos espontâneos e de coincidências.

o evento firma-se como via qualificada para o aumento do entendimento entre diferentes povos e culturas, abrindo portas para aqueles que com ele se envolvem e participam, contribuindo para o estreitamento e aprofundamento da excelência das relações entre os países participantes, estimulando o respeito e a compreensão; estimulando os saudáveis intercâmbios humanos, o desfazer de preconceitos e a desinformação, aproximando pessoas e realçando aspetos comuns.

nesse momento em que os povos de todo o mundo retomam de modo pleno as relações humanas de convivência, ajustam-se a todos os aspectos trazidos pela pandemia da covid-19, concretizar a curadoria musical para a américa latina na edição 2021, viabilizando apresentações e presença de artistas ultramarinas, nos emociona e nos toca profundamente.

que o público desfrute, se emocione... e aplauda!